4 de mar de 2008

Tramas curtas, versos curtos, multicor. Hoje não...


não me tente
não lance sobre mim essa sua mão pesada
esse olhar de quem não sabe o que diz
não me convide para seu covil
(lá nunca encontro repouso, percebes?)


nem tente
me prender em suas tramas obsoletas
tramas de fios imperfeitos
mas de cores múltiplas e atraentes.
(tão velhas de sentido essas suas tramas, percebo?)


não me tente
nem tente
(pelo menos não por hoje)






6 comentários:

Betty Branco Martins disse...

ola___________Carlos






adorei________pura.simplesmente





estas_________tramas






parabéns!:)














beijO c/ carinhO

Mr. Ziggy disse...

"tramas de fios imperfeitos
mas de cores múltiplas e atraentes."

Há pessoas que são levemente cruéis, que sabem o nosso ponto fraco que nos faz ao menos pensar na possibilidade do ceder. Mas tb somos dotados de razão e vontade. É possível o NÃO. Belas cores, belos versos! Inté.

J.Machado disse...

Legal a cara nova do blog, ficou bacana!
Perigosas tramas coloridas e obsoletas que insistem em me prender.
Melhor é voar livre em dias claros...quem me vê escrevendo assim até pensa. (risos)
Espero que tudo esteja bem.
Abraço.

:: Daniel :: disse...

Palavras de quem está no limite, no limiar, na fronteira.

Palavras do embate constante da consciência, caro amigo. Belas palavras, por sinal!

Gostei tb da cara nova do blog.

Abraço grande!!!

R Lima disse...

Não adiantar insistir... quando a mudança muda em nós... o acaso deixa de ser um aliado.

Abçs,




Texto de hoje: enQuAdrEs...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

FlaM disse...

vim espiando pela janela da velha casa do Dani. Dei uma olhada e gostei. Esse poema aqui é muito bom. Gosto de rítmo, da cadéncia do jogo com a palavra "tente", do conteúdo (todo mundo sabe do que vc está falando aqui, e como!). Muito bom! E gostei especialmente do toque de humor no parêntesis final (por hoje). Mto bom ! Ótimo!
abç, Flávia