27 de jul de 2006

Sombras e abraços.


Ontem eu só queria proteção (hoje ainda quero).
Era só um desejo de estar entre seus braços (e quem saber chorar um pouco).
Mas você reclama, sempre reclama.
Digo que está bonito, que a roupa te vestiu lindamente (e você? você olhou-me como um espelho...).
Não posso dizer que estou triste, você me diria que eu sempre reclamo da vida.
E se realmente reclamo da vida você não ouve, apenas retruca que a sua também não é fácil.
Mas não é isso, meu bem...
Se for sempre assim, não quero.
Pra mim o que mais emociona é ser entendido por um olhar, uma palavra atravessada. Pra mim o que mais arrebata é o crédito quando não há nada que possa comprová-lo, além do amor.
Ontem eu só queria proteção (hoje ainda quero). Sentir você fazendo sombra sobre minha cabeça. O sol anda forte nesse inverno...
E você me responde que sabe o que está fazendo.
Mas não é isso, meu bem...
Deixe-me um pouco olhar você (será que também consegue ser meu espelho?).
Se não for assim sempre, não quero.

2 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.