5 de jun de 2006

Variações sobre o mesmo tema/ Final de semana confuso/ Nova ótica


1. Outro dia eu enterrei uma pimenta, que morreu e caiu do galho, na terra do vaso.
Ontem ela já havia brotado, e é agora um lindo broto.
E me pergunto: será que não é isso? Será que a morte não é isso? Será que a gente não "vira" alguma coisa muito melhor?
Então, Letícia, não é isso?


2. Decidir se vou ou não para Europa na verdade é decidir algo muito maior.


3. Amigos antigos que se calam são diretamente proporcionais à novos que participam.

4 comentários:

Leticia disse...

Querido Toni,

difícil responder ao que me pede, mas queria dizer que na morte muitas coisas morrem, e algumas delas são capazes de renascer . Quando alguém que amamos morre, temos que tomar a decisão de não deixar que morram os nossos sonhos, os sentimentos delicados, as paixões, o amor pela vida. E muitas vezes até nos tornamos ainda mais sonhadores, mais crentes no amor, no prazer de viver, viramos brotos melhores e mais bonitos . A morte permite que vejamos com outros olhos tudo que tem vida, as pessoas que estão ao nosso redor. Passamos a ser mais sensíveis e atentos aos pequenos momentos, gestos, palavras.
Mas existem coisas que também morrem com a morte, e com a ausência dessas coisas precisamos apenas nos acostumar, acomodar, ajustar.
Enfim, acho que a morte muitas vezes proporciona mudanças que a vida plena não nos permite enxergar. A morte ], sem dúvida, nos dá a opção de sermos melhores.

Leticia disse...

Querido Toni,

difícil responder ao que me pede, mas queria dizer que na morte muitas coisas morrem, e algumas delas são capazes de renascer . Quando alguém que amamos morre, temos que tomar a decisão de não deixar que morram os nossos sonhos, os sentimentos delicados, as paixões, o amor pela vida. E muitas vezes até nos tornamos ainda mais sonhadores, mais crentes no amor, no prazer de viver, viramos brotos melhores e mais bonitos . A morte permite que vejamos com outros olhos tudo que tem vida, as pessoas que estão ao nosso redor. Passamos a ser mais sensíveis e atentos aos pequenos momentos, gestos, palavras.
Mas existem coisas que também morrem com a morte, e com a ausência dessas coisas precisamos apenas nos acostumar, acomodar, ajustar.
Enfim, acho que a morte muitas vezes proporciona mudanças que a vida plena não nos permite enxergar. A morte, sem dúvida, nos dá a opção de sermos melhores.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.