4 de nov de 2008

A dor que inspira



Nós não fomos ao cinema
Nós não jantamos juntos
Nunca tomamos um vinho
A gente não saiu pra dançar
Não fizemos aniversário de namoro
Não trocamos cartões
Não fizemos amor
(sonho conta?)
Não chegamos a dizer “eu te amo”
Não ousamos o “gosto de você”
Nem beijo a gente deu
Não andamos na Lagoa
Não tivemos um cachorro
Não viajamos juntos
Não nos prometemos nada
A gente não dormiu junto
A gente não acordou junto
E eu nem conheço seu corpo
Não nos falamos por telefone
Não tivemos apelidos carinhosos
A gente nunca se deu boa noite!
Não sei qual o seu cheiro
Não conheço seu mau humor
Nem brigas a gente teve
Tampouco reconciliações
Nós não vimos juntos um dia de chuva
Não fomos à praia
Não tomamos chopp
Não tivemos um único amigo em comum.

Agora me diz:
se nunca tive
porque dói tanto
agora que ainda
não tenho?

Um comentário:

Beatriz disse...

Dói porque mesmo tendo sido um sonho, um desejo, uma vontade, uma vivência no mundo 'virtual', os sentimentos e as emoções foram verdadeiros... e só por isso dói tanto!

Fica um raio de sol a enfeitar o teu dia e um beijo no coração.